Reflexões sobre “O ANEL DO NIBELUNGO” (Roger Scruton)

O ANEL DO NIBELUNGO , O GRANDE CICLO DE ÓPERAS DE WAGNER QUEexplora a origem da consciência e o nascimento do mundo humano começa nas profundezas do rio Reno, e também nas profundezas do inconsciente, ouvindo a voz da ordem natural da qual O tipo humano partiu no longínquo passado distante. A história de Wagner sobre deuses e heróis, de gigantes e anões, não é um conto de fadas. É dirigido a pessoas modernas, que perderam os caminhos do encantamento e para quem o caminho para o heroísmo é exagerado. É uma história na qual a lei e o amor, o poder e a propriedade estão todos presos em uma luta de vida e morte entre as forças que governam a alma humana. Continuar lendo Reflexões sobre “O ANEL DO NIBELUNGO” (Roger Scruton)

Anúncios

O idealismo das mídias sociais colide com a natureza humana

Houve um tempo, não muito tempo atrás, quando os bilionários da tecnologia americana acreditavam que poderiam ter tudo. Eles acreditavam que poderiam criar plataformas para todas as pessoas, encorajar engajamento e diálogo, enriquecer imensamente e mudar o mundo de maneira específica e progressiva.

Pense em 2011. Essa foi a era da “ Revolução do Twitter ” , as revoltas da Primavera Árabe que levaram os ditadores a seus joelhos. Segundo a revista Wired , as redes sociais não derrubaram os governos, mas “a velocidade da comunicação através dos canais digitais [deu] aos ativistas uma agilidade sem precedentes durante as operações de rua”. Continuar lendo O idealismo das mídias sociais colide com a natureza humana

Líderes Europeus: como sonâmbulos rumo ao desastre

Nunca houve tantos políticos sem filhos governando a Europa como nos dias de hoje. Eles são modernos, de mente aberta, multiculturais e sabem que “tudo termina com eles”. No curto prazo não ter filhos é um alívio, já que significa não gastar dinheiro com a família, sem sacrifícios e ninguém para se queixar sobre as consequências futuras. Conforme consta em uma pesquisa investigativa financiada pela União Europeia: “sem filhos, sem problemas!“.

Ser mãe ou pai, no entanto, si Continuar lendo Líderes Europeus: como sonâmbulos rumo ao desastre

Coréia do Norte: a brutal perseguição comunista contra os católicos

Ninguém conhece o destino dos bispos católicos da Coréia do Norte, informou a agência AsiaNews. No Anuário Pontifício eles figuram como titulares de suas dioceses, porém os considera “dispersos”, um eufemismo por “desaparecidos”.

Para o regime comunista, trata-se de “perfeitos desconhecidos” e desde os anos 80 funcionário algum fornece qualquer informação sobre eles. Continuar lendo Coréia do Norte: a brutal perseguição comunista contra os católicos

Dinastia Kim Jong-un – A Coréia do Norte e a Ideologia Comunista

A Ascensão, implantação e a perpetuação do Regime Comunista dinástico da Família que controla a coréia do norte. Através do Comunista Kim II-Sung, que se estabeleceu como um ”deus” no País, o povo norte coreano se afunda em um misticismo da personalidade e submissão total às ideologias marxistas. Continuar lendo Dinastia Kim Jong-un – A Coréia do Norte e a Ideologia Comunista

Marxismo e Vodu uma mistura Tirânica: Conheça Papa Doc – O Tirânico do Haiti

Em uma época que o marxismo se instala em cuba através de Fidel Castro e Che Guevara, no Haiti surge um idealista marxista e místico que mata e subjuga seu próprio povo pelo poder.O Documentário expõe a vida tirânica de François Duvalier, conhecido como Papa Doc, um dos maiores tirânicos da história da Humanidade e revela as conexões que formaram a mentalidade do tirano.  Continuar lendo Marxismo e Vodu uma mistura Tirânica: Conheça Papa Doc – O Tirânico do Haiti

Quem matou as Artes Liberais? – Prager University

Quem matou as Artes Liberais? O que aconteceu com as Artes Liberais no mundo? Um diploma na área de humanas costumava transmitir o conhecimento e sabedoria incutidos nos trabalhos dos grandes pensadores, músicos, escritores e artistas do ocidente (Shakespeare, Mozart etc.). Mas hoje, esse mesmo diploma destaca o racismo, sexismo, imperialismo e outros males e pecados do ocidente, que reforçam a percepção de vitimização e narcisismo. Então, o que aconteceu? Heather Mac Donald, do Manhattan Institute, explica. Continuar lendo Quem matou as Artes Liberais? – Prager University

As Artes do Belo (Documentário Completo)

Introdução às artes liberais e as artes do belo por Carlos Nougué.
Documentário produzido por Viviane Princival e apresentado por Carlos Nougué sobre As Artes do Belo.  Assista Abaixo o documentário completo, disponibilizado em 08 Capítulos.                                  Continuar lendo As Artes do Belo (Documentário Completo)

A propaganda ideológica e a liberdade de cátedra do professor

Ouvindo a voz das ruas, que clama pela rejeição da nefasta ideologia de gênero, a Câmara de Niterói aprovou as emendas 54 e 98 ao projeto de lei do Plano Municipal de Educação no dia 14 de julho deste ano. A emenda 54retirou do projeto os termos “identidade gênero” e “orientação sexual” – à semelhança do que fizera o Congresso Nacional relativamente ao Plano Nacional de Educação -, estabelecendo a meta de “erradicar todas as formas de discriminação”. Esta emenda ampliou a proteção contra a discriminação para abranger todas as suas formas, em vez de se limitar apenas àquelas referidas pelos termos suprimidos. Continuar lendo A propaganda ideológica e a liberdade de cátedra do professor

A Virtude da Irrelevância – Roger Scruton

QUANTOS ESCRITORES, EDUCADORES E FORMADORES DE OPINIÃO,desejando urgentemente transmitir os pensamentos e sentimentos que os inspiram, viram-se confrontados com o grito “isso não é relevante?” No mundo da comunicação de massa hoje, quando as pessoas são agrupadas em bandos por as mídias sociais, intrusões do inusitado, as não-sancionadas e meramente significativas são cada vez mais ressentidas se vêm de fora do grupo. E essa mentalidade de grupo invadiu o mundo da educação de maneiras que ameaçam os jovens. Continuar lendo A Virtude da Irrelevância – Roger Scruton

Quando o marxismo for um fóssil

O marxismo cultural com suas muitas variantes é tão onipresente em nosso meio que o julgamos onipotente. A Hidra Vermelha muitas vezes nos parece invencível, visto as muitas cabeças que lhe surgem após algumas lhe serem cortadas. Que se trata de uma farsa, já muitos perceberam, mesmo seus defensores. Sua periculosidade está escrita na história, testemunha factual de sua peçonha. E mesmo assim o marxismo subsiste. Continuar lendo Quando o marxismo for um fóssil

Refrega de Símbolos – Ricardo Gessner

Hoje em dia a expressão “sair do armário” deixou de ser aplicada aos homossexuais e passou a se referir à “nova direita”, aos “novos conservadores”. Até pouco tempo, o predomínio da esquerda no campo cultural e no debate público era evidente — e continua sendo –; pouquíssimos intelectuais, artistas, se apresentavam como “liberais”, “conservadores”, liberal-conservatives ou, simplesmente, de “direita”. Agora, junto ao crescimento e popularização das redes sociais; o aumento do descrédito do Partido dos Trabalhadores; o ceticismo em relação às pautas progressistas, o número de indivíduos apresentando-se como de “direita” é mais abundante. Continuar lendo Refrega de Símbolos – Ricardo Gessner